Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um dia depois do ano passado

Um dia depois do ano passado

sorriso .

IMG_4203.JPG

 

Perdia-me naquele sorriso. Como se fosse a medalha ideal de qualquer pódio. Como se em cada jogada o ás de trunfos fosse seu. Como se não houvesse amanhã. Como se o mundo fosse só aquele sorriso. Como se o universo se concentrasse ali, naquele movimento de lábios. Como se o silêncio fosse a voz, ao ver-te sorrir. Como se esse sorriso fosse uma porta aberta para tudo o que há de bom. Como se não houvesse chave capaz de o trancar. Como se nenhum dentista, mesmo com raio-X, fosse capaz de arranjar motivos para o arrancar. Porque era perfeito. Era poesia. Era ritmo. Era metáfora conjugada nas reticências da intemporalidade. Incessante. Dava vontade de mais. Sempre mais. Até que chegou o dia. A hora. Em que aquele sorriso deixou de ser. Desvaneceu-se pelas armas do tempo. Cessou. Há sorrisos que ficam para sempre, não há? Mesmo aqueles que se afastam.

8 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D