Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um dia depois do ano passado

Um dia depois do ano passado

sem rasto .

IMG_4534.JPG

 

Num refúgio. Perdido entre o ir e o ficar. Desorientado entre o ser e o não ser. Não havia certeza que quebrasse a incerteza. Era terra batida. Nem sequer nasciam, as flores, na Primavera. A chuva, essa, molhava-lhe os sapatos. Limpava-lhe os devaneios. Era ali. Ele próprio. E ele, pensava nela. Ela que tantas vezes lhe disse adeus. Que tantas vezes foi, quando devia ter ficado. Quantas e quantas vezes.... mas a porta não se fechava. Ela sempre sabia do caminho de regresso, e ele permanecia de braços abertos. À espera dela.Sempre com o mesmo encanto. O encanto de "nunca vi nada assim". Aquele sorriso, aquele cabelo... Até que lhe trancou a porta. Disse-lhe adeus. Até hoje, perdeu-lhe o rasto. Não há regressos incertos, nem tão pouco certos. Há uma "falta de algo" que o tempo não apaga. Há a vontade de voltar que se dissipa nas pegadas que deixaram de existir. 

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D